Simple Education

Alameda Santos, 2395 – Jardim Paulista – São Paulo | SP | Tel: (11) 3257-0040

Como integrar novos alunos na escola?

integrar novos alunos na escola

Compartilhe esse post

Como integrar novos alunos na escola? Ser transferido para uma nova escola, geralmente é assustador para os alunos. Existe o desafio de fazer amigos, navegar em ambientes desconhecidos e, em alguns casos, um currículo diferente. Os alunos também podem ter se mudado para outra cidade ou país.

Mas, por sua própria natureza, o nosso ethos pode ajudar os alunos a se integrarem à vida em uma nova escola. Apoiamos o princípio de que a educação é melhorada pela criação de ambientes afirmativos e responsivos que promovem um sentimento de pertença, segurança, valor próprio e crescimento integral para todos os alunos.

O perfil do aluno da Simple Education ajuda a criar um ambiente escolar positivo. Os alunos são apoiados para se tornarem jovens questionadores, informados e atenciosos, que ajudam a criar um mundo melhor e mais pacífico por meio da compreensão e do respeito intercultural.

Aqui, compartilhamos nossas dicas para ajudar os alunos a mudarem de escola durante seus anos de ensino fundamental e médio, abrangendo também uma mudança internacional, a fim de alcançar uma maior projeção na evolução escolar. Boa leitura!

1. Ofereça aos alunos as experiências locais que eles desejam

Quer os alunos estejam frequentando escolas em outros países por escolha ou circunstância, a maioria está interessada em aprender sobre a cultura local e estilo de vida. Como instrutor, você pode ajudar a facilitar a obtenção das experiências que desejam. Considere organizar viagens de campo para lugares que são pontos de encontro locais, exponha os alunos às comidas locais e ensine-os sobre os eventos e tradições que os locais celebram.

2. Oriente-os para oportunidades de envolvimento no campus e fora dele

Pode ser fácil presumir que os alunos internacionais são extrovertidos e encontrarão facilmente oportunidades de se envolver na escola e em outros lugares. Na verdade, nem sempre é assim. Alguns alunos são introvertidos. Outros simplesmente ficam maravilhados com a novidade de tudo e com as diferenças culturais.

Uma coisa que os educadores podem fazer é fornecer orientação e incentivo a esses alunos. Informe-se com eles sobre seus interesses e ajude-os a encontrar clubes e atividades adequados para eles. Se possível, considere a criação de um grupo após a aula, na qual os alunos podem fazer atividades ou trabalhar em projetos que sejam relevantes para a sua classe.

3. Emparelhe-os com os alunos para orientá-los

Existem algumas coisas que são mais bem executadas individualmente ao ajudar os alunos a se integrarem. Como professor, você nem sempre consegue dar aos alunos atenção especial. Em vez disso, você pode colocar alunos internacionais com outros alunos para orientação e companheirismo.

Para ajudar nisso, algumas escolas criaram programas de orientação cultural . Eles recrutam alunos para ajudar na transição de outros alunos para suas novas escolas com facilidade.

4. Considere um pacote de boas-vindas

Se você puder fornecer ou obter ajuda de sua escola, pode ser útil oferecer aos alunos internacionais um pacote de boas-vindas. Isso pode incluir papel de carta para fazer anotações, cartões-presente ou vouchers para um café ou loja local, um pendrive e, possivelmente, um cartão SIM que permita o uso do telefone.

Alguns lanches também podem ajudar. Qualquer coisa que ajude os alunos a se sentirem em casa e os deixe se tornarem produtivos mais cedo é um ótimo complemento para um presente de boas-vindas.

5. Preencher a lacuna de linguagem quando você puder

Mesmo que um aluno seja bastante fluente no idioma principal falado em sua escola, ele ainda pode estar em desvantagem. Eles podem ter dificuldade para expressar seus sentimentos em um idioma diferente, por exemplo. Eles também podem perder informações pequenas, mas importantes, enquanto traduzem coisas em suas mentes durante as palestras ou durante a leitura.

Você pode não ser capaz de entregar todas as palestras e todas as tarefas em vários idiomas, mas você pode ajudar esses alunos eliminando a lacuna da tradução quando puder. Por exemplo, você pode providenciar a tradução de notas de aula importantes para diferentes idiomas e fornecer outras informações pertinentes nos idiomas nativos dos alunos.

6. Aprenda a diferença entre falta de compreensão e lacunas de comunicação

Pode ser difícil saber quando um aluno não entende algo e quando um aluno está apenas lutando para comunicar seus pensamentos.

Uma coisa a ter em mente é que muitos alunos lutam mais com a comunicação escrita quando uma tarefa é cognitivamente mais difícil. Você pode ajudar os alunos que não são falantes nativos dando-lhes tempo para revisar o trabalho escrito e orientação enquanto fazem isso.

7. Incentive a participação dando boas-vindas a outros idiomas

Na mesma linha, uma lacuna no idioma também pode impedir os alunos de participarem das discussões em classe. Lembre-se de que, embora os falantes nativos possam simplesmente deixar escapar um pensamento ou exemplo, alguém que não seja nativo não pode. Eles têm que traduzir coisas, se preocupar se seu exemplo será ou não identificável, etc.

Considere incentivar os alunos a participarem de discussões animadas em sala de aula usando seu próprio idioma ou uma mistura de seu idioma com o normalmente falado em sua classe.

Depois de colocarem seus pensamentos para fora, eles podem traduzir para outras pessoas conforme necessário. Isso os ajuda a permanecer engajados e tem o benefício adicional de expor outros alunos a diferentes idiomas.

8. Reserve um tempo para aprender sobre a cultura e as tradições do aluno

As pessoas se sentem confortáveis ​​e bem-vindas quando suas tradições e cultura são reconhecidas. Algo tão simples como desejar boa sorte a um aluno em uma de suas férias pode fazer uma grande diferença em como eles se sentem bem-vindos. Ao aprender sobre a cultura de seus alunos, os instrutores também podem identificar áreas nas quais eles precisam ser um pouco mais sensíveis.

Se você puder ajudar os alunos a se integrarem melhor à sala de aula, fará mais do que ajudá-los a alcançar o sucesso acadêmico. Você os ajuda a ter uma experiência geral melhor em sua escola e em sua nova comunidade.

Gostou deste artigo? Então, aproveite para entrar em contato conosco e conhecer nossos serviços exclusivos!

Acompanhe mais:

Ensino Bilíngue

Conheça nosso novo podcast sobre o ensino bilíngue!

Nos últimos dias demos início ao nosso projeto Simple Cast, um programa muito especial que traz assuntos importantes sobre o ensino bilíngue no país de uma forma leve e descontraída para professores, gestores de escolas e também para os pais.

Erros mais comuns ao ensinar inglês para as crianças
Educação

Quais os 3 erros mais comuns ao ensinar inglês para as crianças?

Neste post, vamos falar sobre os erros mais comuns ao ensinar inglês para as crianças. O inglês é a língua mais importante para qualquer pessoa brasileira aprender. Isso não é novidade para ninguém, mas sempre há detalhes fundamentais a serem analisados quando falamos desse assunto como a importância de crianças já serem estimuladas a aprender o idioma, de forma que o inglês se torne natural para elas.

Procura uma solução bilíngue para a sua escola?

Nós somos referência em programas bilíngues e soluções de inglês para escola.

Simple Education Blog

POR FAVOR, PREENCHA AS INFORMAÇÕES ABAIXO

Baixe Agora!

oLÁ, PARCEIRO SIMPLE :d

Por favor, preencha as informações abaixo e aguarde até 48h para receber seu acesso.