Simple Education

Alameda Santos, 2395 – Jardim Paulista – São Paulo | SP | Tel: (11) 3257-0040

Como melhorar a inclusão nas escolas?

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

A inclusão nas escolas é um assunto que deve sempre ser tratado com muita responsabilidade e atenção, pois é de grande importância que todos os assuntos se sintam parte da escola e consigam ter boas condições de desenvolvimento. Diante disso, você sabe como melhorar a inclusão nas escolas?

A partir de agora você vai entender mais sobre como melhorar a inclusão nas escolas e conhecer as principais questões que merecem dedicação dentro do assunto. Acompanhe e boa leitura!

Necessidade de inclusão nas escolas

Primeiramente, quando o assunto é inclusão escolar, é preciso trazer ao debate que isso é um direito do aluno. A Lei de Diretrizes e Bases prevê que os alunos tenham direito a uma educação inclusiva que observe os direitos à igualdade de condições para possibilitar o acesso e a permanência no âmbito escolar.

O Estatuto da Pessoa com Deficiência, por sua vez, elenca diversos direitos aos alunos e promove obrigações às escolas para que medidas de adaptação sejam adotadas no ensino regular, inclusive sem que isso cause ônus financeiro ao aluno.

Além disso, a escola, por natureza, carrega conceitos que servem para proporcionar à educação, sendo um ambiente que acolhe diversos tipos de alunos e no qual deve haver liberdade para o ensino e com o devido respeito a todas as diferenças.

Sendo assim, é mais do que um direito do aluno, sendo uma obrigação das escolas adaptarem seus métodos e estruturas, tanto físicas quanto políticas, para poderem garantir melhores condições de inclusão aos alunos.

Nesse sentido, os principais desafios são em relação aos alunos portadores de necessidades especiais e que precisam ser auxílios diferenciados e na medida de suas necessidades, para que consigam aproveitar ao máximo os ensinamentos da escola.

Ademais, existe a necessidade de inclusão social nas escolas, o que deve ser trabalhado em conjunto com outros tipos de inclusão para que o ambiente escolar seja cada vez mais receptivo e integrado.

Como melhorar a inclusão?

inclusão-nas-escolas-simple-education

Diante do que foi exposto acima, se observa que as escolas precisam estar atentas para estabelecer parâmetros e diretrizes que consigam melhorar a inclusão dos alunos, no sentido geral.

Para isso, algumas questões podem ser analisadas para que o melhor caminho seja encontrado. Veja logo abaixo.

1. Criação de políticas de inclusão

A primeira questão essencial para saber como melhorar a inclusão nas escolas é através de criação de políticas de inclusão. Para isso, a política atual das escolas que ainda não são inclusivas deve ser revista para que novas orientações sejam incluídas.

Desse modo, o projeto pedagógico e político da empresa precisa de profunda revisão para que comportamentos e hábitos do corpo docente, e de colaboradores em geral, sejam revistos para criação de novos objetivos que consigam incluir todos os alunos.

Em termos de criação de políticas, é importante considerar:

• Contratação de profissionais para apoio;

• Investimento em capacitação dos profissionais;

• Readequação de instalações;

• Abertura de dialogo familiar;

• Avaliação de desempenho compatível com a situação individual do aluno;

• Acolhimento;

• Criação de incentivos e promoções de convívio social dentro da comunidade escolar.

Todos esses tópicos podem auxiliar no processo de criação de uma escola mais inclusiva e precisam ser considerados dentro da política escolar.

2. Conhecimento sobre o aluno

Outro ponto muito essencial é o conhecimento que a escola possui sobre o aluno. Para que a escola consiga ser inclusiva, ela deve conhecer profundamente os alunos, principalmente em situações de existência de deficiências físicas.

Isso porque, somente com o conhecimento de histórico de vida, habilidades, preferências, contexto social e demais informações, a escola vai poder criar mecanismos para incluir o aluno e proporcionar o devido acolhimento para que ele tenha possibilidade de agir com naturalidade e autonomia dentro da instituição.

3. Qualificação profissional

Outro passo essencial para conseguir criar escolas mais inclusivas é o investimento em capacitação profissional. A qualificação do corpo docente e de todos que têm contato com os alunos é fundamental para que haja contribuição na educação.

Os profissionais precisam saber como devem tratar o aluno levando em consideração sua individualidade, comportamento e limitações. Com isso, se torna possível a criação de melhores práticas dentro da escola.

4. Adaptação de estruturas físicas da escola

A adaptação de estruturas físicas da escola é mais uma questão indispensável para que a escola obtenha maior capacidade de inclusão. As instalações devem ser adequadas conforme as possibilidades de necessidades especiais previstas em lei.

Banheiros, acessos, elevadores e outros elementos devem ser incluídos na reestruturação física da escola para que o ambiente comporte e seja adequado aos alunos portadores de deficiências.

Nesse sentido, é essencial ter sensibilidade e conhecimento para entender o que é necessário. Isso porque, para alguns alunos pode ser preciso inclusão de sistemas tecnológicos e carteiras diferenciadas. Para outros, maiores recursos podem ser necessários, como profissional de apoio e ampla acessibilidade na escola.

Portanto, tudo deve ser pensado para que consiga comportar as individualidades dos alunos e proporcionar um ambiente inclusivo, confortável e acessível, sem causar discriminações, o que é essencial.

5.Projetos sociais

Além do que já foi trazido na questão de inclusão de alunos com necessidades especiais, também há a necessidade de inclusão social. Para isso, a política da escola também deve ser revista.

Nesse caso, as mudanças podem ser mais simples, mas também de grande importância. Em geral, construção de incentivos e oferecimento de bolsas são ações que propiciam maior inclusão social no âmbito de escolas privadas, possibilitando que alunos de baixa renda, por exemplo, tenham acesso à instituição.

Considerações finais

Portanto, existem várias formas de melhorar a inclusão nas escolas, sendo que se faz necessário um levantamento geral e análise ampla dos conceitos, políticas e estruturas da escola para entender onde estão as falhas e como elas podem ser supridas.

Além disso, levar em consideração as dicas trazidas até o momento pode ser um fator de auxílio nessa construção de um ambiente mais inclusivo nas escolas, fazendo com que os melhores resultados consigam ser obtidos.

Acompanhe mais sobre o assunto e tire dúvidas por meio de nosso site e entre em contato para conhecer as opções de serviços que disponibilizamos a você!

Acompanhe mais:

Procura uma solução bilíngue para a sua escola?

Nós somos referência em programas bilíngues e soluções de inglês para escola.

Simple Education Blog

Baixe Agora!