Simple Education

Alameda Santos, 2395 – Jardim Paulista – São Paulo | SP | Tel: (11) 3257-0040

Qual é o diferencial do ensino bilíngue infantil?

ensino-bilíngue-infantil

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

O ensino bilíngue infantil já se mostrou eficiente no aumento das capacidades mentais. As crianças têm muita facilidade para aprender nessa fase da vida e, portanto, é um ótimo momento para começar a praticar diferentes aptidões.

Sabe-se que passada a alfabetização a criança consegue articular os idiomas que está aprendendo e, por isso, nos últimos anos surgiram diversas escolas bilíngues, que possibilitam experiências educacionais e sociais em duas línguas.

É importante reforçar que as escolas bilíngues não são escolas de cursos de idiomas. Esse tipo de ensino segue as diretrizes do MEC em relação à carga horária, parâmetros curriculares, entre outros.

As escolas que oferecem um ensino bilíngue precisam adaptar sua carga horária para a implementação das atividades.

Diferenciais do ensino bilíngue infantil

ensino-bilíngue-infantil

O ensino bilíngue diz respeito não apenas ao ensino de uma nova língua, mas também da socialização por meio da língua.

O aluno não terá apenas aulas sobre o idioma, mas também aulas de diferentes matérias ministradas por professores que falam o idioma.

Dessa forma a criança não aprende apenas gramática e as formas de aplicação da língua, como também passa uma parte do dia convivendo e socializando utilizando o idioma aprendido.

É uma experiência enriquecedora que pode levar o aprendizado do seu filho para um novo nível. É sobre utilizar um novo idioma para alcançar novos saberes.

Existem ainda diferenças dentro das próprias escolas bilíngues. Os alunos podem entrar após a alfabetização em português ou passar pela alfabetização simultaneamente em duas línguas.

Durante essa fase, a criança começa a entender que cada letra e palavra está associada a algo ao seu redor.

A criança pode começar a fazer essa associação em português, assim como pode fazer em mais de uma língua, mas é preciso que os pais entendam qual a melhor proposta para a criança.

As aulas bilíngues

Durante as aulas bilíngues, os alunos passam por experiências contextualizadas enquanto praticam a língua, diferente de um curso de idiomas em que o foco é a gramática e os recursos da língua, nas aulas bilíngues, o aluno estará estudando, por exemplo, história em um outro idioma e, assim estará desenvolvendo vocabulário e gramática sem nem mesmo notar.

Com essa forma de ensino, podemos dizer que os alunos saem realmente bilíngues e com um nível fluente da língua, já que o inglês é usado como ferramenta de desenvolvimento de outros saberes e nesse processo se desenvolve o processo de aprendizado da língua.

A forma como se ensina é muito importante para o desenvolvimento do aprendizado. Não é apenas de leitura e repetição que se constrói conhecimento. Por isso a educação bilíngue se utiliza de diferentes materiais e estratégias para a assimilação do conteúdo curricular.

Por exemplo, a educação acontece pela interação do estudante com o ambiente, com a socialização, portanto músicas, literatura, jogos e contato com os colegas são imprescindíveis para a prática da língua sem que se perceba que está de fato em contato com o conteúdo. Esse tipo de estratégia ajuda na assimilação de forma natural e fluida.

Inserindo a nova língua no cotidiano

Quando a criança começa a falar suas primeiras palavras e interagir com o mundo, os pais passam a ensinar muito sobre o mundo para os filhos, como é o nome de determinado objeto ou ação, apresentar as cores e números e outras informações presentes na rotina da criança.

Com o ensino bilíngue, esse processo não é diferente. A criança será apresentada a objetos e ações em duas línguas de forma natural, sem a necessidade de tradução, pelo mesmo método utilizado para apresentar a esses objetos em português.

Portanto, o aprendizado se dá de forma natural, sem que a criança se dê conta das metodologias de ensino. Para que isso seja realizado de forma completa, a criança é incentivada a acessar elementos culturais, a interagir com colegas, a realizar trabalhos e atividades na nova língua, para que através dessas interações naturais se desenvolvam as habilidades linguísticas.

Outro fator importante do processo é a participação dos pais. Imagine, o aluno sai da escola, em que passou o dia construindo relações em uma língua diferente e quando chega em casa não consegue se comunicar com a família na língua aprendida, parece frustrante.

Então é importante que os pais, ao matricularem os filhos em uma escola de ensino bilíngue, se adaptem a essa realidade e consigam entender e dar o suporte necessário para que o aprendizado continue mesmo fora da escola.

Para aprender uma língua integralmente, é necessária muita vivência com ela, não são apenas aulas de idioma que tornam a criança fluente, é preciso prática e a proximidade. O maior diferencial das escolas de ensino bilíngue é proporcionar socialização em um idioma diferente e formar alunos confiantes, independentes e que consigam abraçar as duas línguas como iguais, tornando-se verdadeiramente bilíngues.

Acompanhe mais:

Procura uma solução bilíngue para a sua escola?

Nós somos referência em programas bilíngues e soluções de inglês para escola.

Simple Education Blog

Baixe Agora!